sexta-feira, 13 de junho de 2014

Qual a diferença do curso de Teclado e de Piano Popular?

A maioria das pessoas não sabe, ao certo, a diferença entre os cursos de Teclado e de Piano Popular. Pensam que, para tocar teclado, precisam fazer o curso específico. Para entender a questão, é preciso, antes, saber a diferença entre os dois instrumentos.

O teclado, além de ser uma versão eletrônica do piano, também possui timbres diferentes (sons de outros instrumentos), ritmos para acompanhamento e diversos outros recursos e facilidades adicionais. 

O curso padrão de Teclado ensina a tocar utilizando o sistema de acompanhamento automático que os modelos arranjadores possuem: a mão direita toca a melodia (parte principal da música, na grande maioria das vezes feita por uma voz solo) e a mão esquerda toca acordes (três ou mais notas juntas) de acompanhamento. O teclado faz o resto sozinho: a bateria (ritmo), o contrabaixo e diversos outros instrumentos automaticamente, simulando uma banda completa. Com essa função ativada, fica bem mais fácil aprender qualquer música, porque diminui bastante o trabalho a ser feito, que, num piano, seria muito maior. O curso é, assim, um pouco enganoso: a maioria dos elementos sonoros não está sendo feita diretamente pelo executante. 

Cada instrumento musical tem uma função no arranjo (elaboração da parte de cada um). Se o teclado fizer todas essas funções, não haverá espaço para outros tocarem com ele. Ou seja, fazendo o curso de Teclado, o aluno somente aprenderá a tocar sozinho, sempre usando os auxílios eletrônicos. Assim, numa banda, mesmo usando um teclado, o tecladista toca da maneira ensinada no curso de Piano Popular. 

Tocar teclado, para quem JÁ toca piano popular, é apenas uma questão de se adaptar às teclas mais leves e aos recursos eletrônicos disponíveis quando necessário. Porém, para a execução de obras do repertório erudito (música clássica) o teclado não serve, devido à sua extensão menor (quantidade de teclas) e, principalmente, à sua mecânica leve que não corresponde ao controle necessário para a grande variação sonora e a proficiência técnica exigidas para tocar esse estilo de música (veja, também, no blog: O que é Música Clássica/Erudita?).

Já para alguém que NUNCA tocou piano, é preciso, primeiramente, desenvolver toda a base técnica/motora para tanto. Por isso, o aluno deveria, antes de aprender a utilizar-se dos recursos eletrônicos, iniciar seu aprendizado no curso de Piano Popular (até mesmo se for para aplica-lo num teclado). Será mais difícil e levará mais tempo, mas ele aprenderá a TOCAR de verdade!


Nenhum comentário:

Postar um comentário